28
abr
11

Arte, didática e teoria das cores, natureza morta…


 

Vejam quanta expressividade nessas imagens, simplesmente frutas feita pela professora e artista plástica Nancy Szaz, no livro indicado pela professora “A cor no processo criativo” Ed. Senac,  nos mostra que o amarelo é uma cor que se irradia, símbolo de fonte de luz…já o vermelho não tem direção, parece mais um borbulhar em si mesmo, daí Kandisnky ver nessa cor uma imensa e irresistível potência, ele nos fala de um vermelho ideal, um vermelho que parece ser ao mesmo tempo quente e frio, provando possuir uma riqueza de possibilidade interiores…verde  é a ausência de movimento, o verde é o ponto de equilíbrio entre as forças do amarelo e do azul, e resulta da fusão das duas cores opostas, para Kandinsky.

Anúncios

0 Responses to “Arte, didática e teoria das cores, natureza morta…”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Ilustres visitantes

  • 232,296 hits
abril 2011
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: